Preparação do Almoço / Jantar

stk310221rkn

Conceitos Lean Aplicados:

Multifuncionalidade, Nivelamento Diário, Fluxo Contínuo, Jidoka (conceito de qualidade, respeito as pessoas).

Desperdícios Evitados:

Necessidade de vários equipamentos (freezer, panelas), gasto maior com energia elétrica, maior estoque de alimentos, mais dinheiro gasto e trabalho em lote.

Conceito:

A dona de casa não cozinha o almoço / jantar para um mês. Por quê? Primeiro, porque para isso teríamos que comer a mesma comida durante o mês inteiro, além de precisarmos esquentá-la várias vezes, gerando desperdícios, perda e gasto excessivo com energia elétrica. Segundo, porque deveríamos possuir uma área grande para armazenamento de insumos, mas a realidade das casas não é essa e necessitamos de várias geladeiras e freezer´s.

Outro conceito muito utilizado é o fluxo contínuo, fazer as atividades sem interrupção e de forma nivelada. A dona de casa cozinha, em paralelo, o arroz, feijão e a carne; lava a salada (deixando no vinagre / cloro, para matar as bactérias); faz a sobremesa; etc. Imagine se a dona de casa fizesse primeiro o arroz e só após o mesmo ficar pronto ela iniciasse o feijão, depois a carne e assim por diante. Quanto tempo demoraria para que o almoço ficasse pronto? Por isso ela faz tudo em paralelo.

Paralelo Com Uma Indústria:

Nas empresas, normalmente, são produzidos grandes lotes, durante semanas ou até durante o mês numa mesma máquina. Isso gera grandes estoques, necessidade de área para o armazenamento e grande investimento de capital nesse estoque.

Outro ponto é que as pessoas ficam olhando a máquina trabalhar, e numa célula (uma máquina do lado da outra) as peças são produzidas em lotes e as pessoas tem uma grande ociosidade / geram desperdícios, problemas de qualidade (pois quando fazemos em lote e temos um problema, perdemos o lote todo, ao passo que se criarmos fluxo contínuo, temos a identificação do problema na primeira peça defeituosa e conseguimos corrigir sem gerar grandes desperdícios).

hr

Veja outros exemplos do dia-a-dia »